Tarifa de energia sobe 17,22% na Bahia a partir de domingo (22)

Abr 17

Este percentual de reajuste vale para consumidores residenciais

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, nesta terça-feira (17), um reajuste de 17,22% nas tarifas da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba). Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 16,17%, e para a baixa tensão, a alta será de 17,27%. As novas tarifas já vigoram a partir do próximo domingo (22).

A Coelba pertence ao grupo Neoenergia e atende a 5,9 milhões de unidades consumidoras em 415 dos 417 municípios da Bahia.

Segundo a diretoria da Aneel, a aprovação ocorreu em reunião pública e diz respeito à Revisão Tarifária Periódica da Coelba. 

De acordo com a Coelba, este ano a empresa passou pela quarta Revisão Tarifária, processo realizado periodicamente pela Aneel em todas as distribuidoras de energia elétrica do país. No caso da Bahia, a Revisão Tarifária ocorre a cada cinco anos, conforme contrato de concessão, estabelecido entre a Coelba e a União.

No processo, o valor da tarifa pode ser alterado para mais ou para menos, dependendo das mudanças ocorridas nos custos e no mercado das empresas, e do estímulo à eficiência e ao equilíbrio tarifário, entre outros aspectos, como, por exemplo, o volume de investimentos realizados pela concessionária.

Investimentos
Nos últimos cinco anos (20013/2017), segundo a Coelba, foram investidos R$ 5,1 bilhões na aplicação de novas tecnologias, construção de subestações e redes, renovação de redes e equipamentos, ligação de novos consumidores. Somente em 2017, informa a empresa, o investimento foi de R$ 1,5 bilhão, para atender com mais qualidade e aumentar a oferta de energia para os quase seis milhões de clientes.

Além de reforçar e modernizar o sistema elétrico do Estado, o investimento da Coelba assegura a manutenção de mais de 16.000 empregos diretos em todo o Estado, entre profissionais próprios e prestadores de serviço.

Os recursos foram destinados para todas as regiões do estado, com a construção de 31 novas subestações e a ampliação de outras 76. Nos últimos cinco anos foram construídos 223 quilômetros de novas Linhas de Transmissão e mais de 33 mil quilômetros de novas Linhas de Distribuição, além da instalação de 700 mil novos postes.

Como resultado dos investimentos, conforme a empresa, os indicadores da empresa revelam a redução da duração das interrupções de energia (DEC) e da frequência das interrupções (FEC). Nos últimos dois anos, o tempo de atendimento das ocorrências de falta de energia foi reduzido em cerca cinco horas. Somente de 2016 para 2017, a diminuição foi de três horas. eflexo dos investimentos em tecnologia como os sensores inteligentes, ligados nas redes elétricas e conectados aos sistemas de controle instalados nos Centros de Operação. Com comunicação via satélite, o sensor ajuda a diminuir a área que os técnicos da Coelba devem percorrer para localizar uma eventual ocorrência na rede elétrica.

 

Loading...

Categorias

Últimas Postagens

Título da postagem com limitação de caracteres.

Subtítulo da postagem com limitação de caracteres.

Notícias de Última Hora